8 formas de reduzir a taxa de rejeição do seu site rapidamente!

8 formas de reduzir a taxa de rejeição do seu site rapidamente!

Em qualquer negócio é preciso fazer melhorias regularmente para gerar mais resultados, seja online ou offline. No caso dos sites a taxa de rejeição é uma dessas otimizações constantes.

Claramente existem muitas outras melhorias, mas justamente por possuir “rejeição” no nome é que muita gente fica apreensiva com o valor apresentado.

Apesar do nome dessa métrica ser um pouco ameaçador é preciso entender o que realmente significa antes de fazer melhorias. Então vou te mostrar o que realmente é a taxa de rejeição e te ajudar a reduzi-la.

Hospedagem de Sites

Mais Segurança, Suporte Especializado, Discos SSD e Migração Gratuita.

Conheça a Hospedagem de Sites

O que é taxa de rejeição?

A Taxa de Rejeição ou Bounce Rate como é chamada em inglês, indica o percentual de pessoas que acessam uma página do seu site e saem logo em seguida, sem tomar nenhuma ação.

A ação em sí não precisa ser o acesso a outras páginas do site, pode ser uma ação de conversão como preencher um formulário ou fazer o download de um ativo dentro da página.

O termo traduzido do inglês pode parecer um pouco cruel e muitas pessoas podem até ficar com medo ao ver uma taxa de rejeição de 60%. Mas acontece que isso é natural, é muito comum uma pessoa acessar uma página do seu site através do Google e sair porque já viu o que precisava.

Apesar de ser contabilizado como uma rejeição isso não significa que o visitante realmente tenha rejeitado a sua página. Para você ter ideia a taxa de rejeição normal de um Blog está entre 70% à 98%.

Segue a taxa de outros tipos de site para você compreender melhor:

  • Varejo – 20 a 40%
  • Landing pages simples – 70 a 90%
  • Portais (exemplo: MSN, G1) – 10 a 30%
  • Sites de serviço/FAQ – 10 a 30%
  • Venda de serviços (geração de leads) – 30 a 50%
  • Sites de conteúdo – 40 a 60%
  • Blogs – 70 a 98%

Dados retirados de uma pesquisa da QuickSprout

Como mensurar a taxa de rejeição corretamente

Antes de trabalhar as otimizações em cima da taxa de rejeição você precisa ter certeza de que tudo esteja configurado corretamente. Caso contrário não vai conseguir mensurar nenhuma das suas alterações.

Configurar o código de acompanhamento do Google Analytics não é um processo muito complicado, mas em cada plataforma você tem uma opção diferente de integração.

Então eu vou deixar um link de configuração manual para você seguir, esse método funciona para qualquer tipo de site, porém requer um pouco de conhecimento em HTML.

Como configurar o código de acompanhamento do Google Analytics

Se você usa WordPress, OpenCart ou Magento pode usar esses tutoriais aqui:

WordPress

OpenCart

Magento

Como reduzir a taxa de rejeição do site

Como reduzir a taxa de rejeição do site

Design da página

Um design bem trabalhado é essencial para dar a primeira impressão que você precisa para manter os visitantes online. Essa característica afeta diretamente a visão e confiança que o consumidor terá da sua marca.

Quando eu quero comprar online e acesso um site bagunçado visualmente, fecho a página porque não me transmite confiança, e você não faz o mesmo? Acredito que sim.

Afinal de contas, parece que a página está largada a um tempo e que não terá ninguém para prestar atendimento, quem dera para levar o produto até a transportadora ou correios.

Então não poupe esforços na hora de planejar a sua página, procure não deixar o site MUITO colorido e manter tudo bem alinhado. Veja os 5 passos para criar um site incrível, tenho certeza que vai te dar alguns insights.

Se você não tem como desenvolver o próprio site, procure um template bem desenvolvido, assim você poupa tempo. Dê uma olhada no Template Monster e Theme Forest, tem uns temas incríveis.

Experiência de navegação

A experiência de navegação pode ser uma grande vilã da sua taxa de rejeição, visto que o processo para encontrar e comprar produtos dentro da página deve ser simples e prático.

Mesmo que a sua página seja muito bem trabalhada e encha os olhos do visitante não fará diferença. Se na hora de comprar um produto não conseguir avançar no processo facilmente a pessoa vai embora.

A internet vem facilitando diversos processos desde que surgiu, você não pode ficar para trás e precisa facilitar as coisas para seus clientes.

Se você trabalha com qualquer tipo de venda online, invista um bom tempo na otimização do seu carrinho de compras e no processo de Checkout.

É lógico que eu não esqueci da página de produto e tenho uma dica bem legal para você, veja como aumentar as suas chances de venda em até 64% usando vídeos na página de produto.

Conteúdo

Se você trabalha com a produção de conteúdo, deve levar alguns pontos em consideração para reduzir a taxa de rejeição o máximo que puder.

Facilite a leitura do conteúdo o máximo que puder, quando a leitura é massiva as pessoas tendem a passar direto ou leem apenas um pedaço. Então vou te dar algumas dicas para que isso não aconteça mais.

  1. Faça parágrafos de no máximo 4 linhas;
  2. Use subtítulos para facilitar o escaneamento de conteúdo;
  3. Use os negritos com moderação e apenas nas partes realmente importantes;
  4. Use gráficos, listas e imagens para facilitar o entendimento do conteúdo;

Outro ponto importante é produzir conteúdos que geram valor aos seus visitantes, falar sobre assuntos que vão ajudá-los no dia a dia ou que resolvem algum problema.

Seja objetivo e vá direto ao ponto, se você enrolar muito o leitor pode nem chegar na parte importante do conteúdo. É claro que não precisar começar o conteúdo sem nenhuma introdução, mas faça uma introdução não muito longa.

Links Externos

Trabalhar com links externos é uma prática muito comum, seja para melhorar o SEO ou para dar alguma referência de informação. Mas é preciso tomar cuidado para não exagerar na quantidade de links e tirar a atenção do visitante.

Cada vez que você adiciona um novo link externo, oferece mais uma possibilidade do visitante sair da sua página. Mas não estou dizendo que não pode usar nenhum link externo, exceto nas páginas de produto, nesse caso você não deve colocar mesmo.

É muito comum ter links que levam para fora do site em Blog Posts, inclusive isso ajuda o SEO da página. Porém procure colocar links internos à medida que adiciona os externos.

Desse modo você mantêm o visitante interagindo dentro do site e reduz a taxa de rejeição consideravelmente.

CTA

Mesmo quando você usa uma boa quantidade de links internos a taxa de rejeição pode continuar alta. Nesse caso é bem provável que esteja trabalhando pouco nas Chamadas para Ação (Call To Action).

As CTA’s precisam despertar o interesse do visitante imediatamente, do contrário ele não tem motivo para continuar navegando pelas páginas do seu site.

Para dar mais poder as chamadas para ação use sempre palavras no imperativo, como se você estivesse dando uma ordem ao leitor. Também é interessante usar o senso de urgência junto, por exemplo “Leia Agora”.

No caso de uma página de produto o CTA vai ser o botão de comprar, então deixe ele bem visível durante toda a navegação. Faça o botão flutuar na página junto com o visitante para ele tomar uma ação assim que estiver no momento de compra.

Mesmo que a pessoa não compre o produto ela baixou a sua taxa de rejeição, e você ainda pode converter o carrinho de compras abandonado sem problemas.

Pop Ups

Os Pop Ups são odiados a muito tempo na internet, mas por incrível que pareca eles realmente funcionam e por isso são bastante usados.

Praticar o uso desse recurso não é o problema, mas criar aqueles Pop Ups que ninguém sabe como fechar sim. Além de aumentar bastante a taxa de rejeição, deixa os visitantes incomodados e dificilmente voltam a acessar o seu site.

Então sempre que usar esse tipo de coisa no site deixe o botão de “fechar a janela” visível, principalmente naqueles Pop Ups que consomem a tela inteira. Uma boa opção é possibilitar o fechamento quando o visitante clica fora da área de conteúdo (overlay).

Velocidade do site

Um dos fatores que mais afeta a taxa de rejeição é a velocidade do site com certeza. Para você ter ideia as pessoas costumam esperar em média apenas 4 segundos para carregar uma página.

Não sabe em quanto tempo as suas páginas carregam? Tem uma extensão do Chrome bem legal que vai te ajudar com isso, o nome é Page Load Time.

Existem duas razões lógicas para sua página carregar lentamente, ou existe algum problema com o desenvolvimento do site, ou a hospedagem não foi otimizada corretamente.

Caso você não consiga alinhar bem essas duas questões, dificilmente suas páginas vão carregar em menos de 4 segundos.

O interessante de melhorar a performance do seu site é que não vai apenas reduzir a rejeição. Trabalhando em alto desempenho você terá uma ótima experiência de navegação e vai aumentar a sua taxa de conversão também.

Quer saber como o desempenho realmente afeta o seu negócio online? Leia este artigo que fala sobre a surpreendente verdade sobre a velocidade do site.

Site Responsivo

Como você já deve saber cerca de 50% de todos os acessos da internet são feitos através de smartphones e tablets. O esperado é que esse número continue crescendo ao longo dos anos.

A forte tendência Mobile faz com que a adaptação dos sites para os tamanhos de tela menores seja obrigatória. Tanto que a adaptação a esses dispositivos já é um critério de posicionamento no Google a um bom tempo.

Tenha em mente que ao acessar um site que não responde ao smartphone, os visitantes desistem da navegação facilmente. Inclusive eu acredito que você faça a mesma coisa com o seu celular.

Nesse caso uma grande parcela da sua alta taxa de rejeição pode ser por causa desse fator. Então não deixe para última hora, se a sua página ainda não é responsiva faça o possível para resolver isso o quanto antes.

Não perca tempo

Taxa de rejeição do site - Não perca tempo

Quer mesmo baixar a taxa de rejeição do seu site? Então começa a aplicar essas dicas agora, garanto que você vai sentir os resultados não só nesse ponto mas em outras métricas também.

Para conseguir um resultado legal comece melhorando a velocidade do site que é a parte mais importante. Depois disso vai otimizando as outras áreas aos poucos, não há necessidade de alterar tudo de uma vez só.

Já que você chegou até aqui vou te dar uma dica bônus, desde Janeiro (2017) a Google está informando que os sites sem Certificado SSL não são seguros. Essa informação é mostrada ao lado da barra de endereço do navegador, vou deixar um print aqui para você ver.

Taxa de rejeição do site - Conexão segura

Talvez não esteja afetando as suas métricas agora, mas logo vai ser um agravante sério. Então já aproveita e compra o seu Certificado SSL para sair na frente!

Se você gostou deste conteúdo, peço que ajude mais pessoas a reduzirem a taxa de conversão do site, compartilhando este artigo com seus amigos.

Quer melhorar ainda mais o seu site? Acesse a categoria Dicas e Tutoriais do Blog.

Caso tenha alguma dúvida a respeito deste assunto, por favor deixe seu comentário que terei o prazer de conversar com você a respeito.

Um grande abraço e até a próxima!

7 dicas de segurança para OpenCart
A seguir:

7 dicas de segurança para loja OpenCart que você precisa aplicar!

7 dicas de segurança para loja OpenCart que você precisa aplicar!