Segredos de SEO para e-Commerce

Segredos de SEO para e-Commerce

Dificuldades para manter seu site na primeira página do Google? Veja neste artigo produzido pela equipe da SEMrush os segredos de SEO para e-Commerce.

De acordo com pesquisa da Experian Hitwise, a taxa média de conversão brasileira é baixíssima: apenas 1,65%. A quantidade de lojas online está crescendo, os consumidores estão ficando mais e mais exigentes, eles sabem o que querem e como querem receber esse produto ou serviço.

Segredos de SEO para e-Commerce

Gerenciar uma loja de e-Commerce pode parecer menos e menos lucrativo. No entanto com uma estratégia correta e dedicação você consegue bons resultados mesmo no ambiente de alta concorrência.

Preparamos algumas dicas de otimização que podem ajudar a levar o seu site para as primeiras posições nos resultados de pesquisa do Google.

Hospedagem de Sites

Mais Segurança, Suporte Especializado, Discos SSD e Migração Gratuita.

Conheça a Hospedagem de Sites

SEO para e-Commerce: Pense como o Usuário

Hoje em dia a visibilidade da sua loja online e seus ranqueamentos dependem diretamente da estrutura do seu site – só os sites com engajamento alto e que conseguem atender as necessidades das pessoas são os que alcançam mais facilmente as primeiras posições.

Seus clientes querem:

  • Receber serviço de primeira;
  • Poder contar com suporte e pronta ajuda;
  • Conseguir encontrar o produto desejado facilmente;
  • Efetuar o pagamento da forma eficiente e segura.

Ou seja, você precisa focar na criação de experiência de usuário de qualidade para alcançar seus objetivos.

Segredos de SEO para e-CommerceUma das atualizações do Google recentes, RankBrain, (um mecanismo de aprendizado de máquina que é considerado ser o terceiro fator de ranqueamento mais importante) coleta sinais positivos e negativos enviados por usuários que estão visitando a sua página.

O algoritmo também consegue entender se o conteúdo da sua página contém a solução para a dúvida do usuário, mesmo se a página não usar os termos exatos da pesquisa deste usuário.

O conteúdo útil e relevante está se tornando mais e mais importante, juntos com a experiência de usuário.

Outra atualização do Google chamada Fred foi notada por webmasters no início de março de 2017, uma vez que houve uma alta volatilidade de SERPs e inúmeras mudanças de posição foram rastreadas.

Embora o Google nunca comentou nada sobre esta atualização, acredita-se que ela está lutando com links de spam. Isso também entra na política de Atendimento ao Cliente do Google.

Depois de ter publicado novos conteúdos, faça uma divulgação manual para obter os backlinks de maior qualidade. Não podemos enfatizar suficientemente a importância de obter backlinks de páginas contextualmente relevantes. A atualização Fred é apenas mais um sinal de que você deve pensar como um usuário final ao otimizar seu site.

Falando sobre as ferramentas, experimente o Google Optimize – é uma ferramenta de teste A / B gratuita que permite otimizar seu site em tempo real e descobrir qual é a melhor experiência para seus clientes potenciais no momento. Use essa metodologia com todos os aspectos da sua estratégia digital.

Tente colocar-se na pele dos consumidores tentando encontrar o seu produto. Considere as seguintes questões:

  • Preferiria clicar em seu link ou num link de um concorrente? Por quê?
  • Como está o seu ranqueamento para este produto?
  • Como está a apresentação do seu site no SERP (Search Engine Results Page)? É atraente demais para convencer os usuários a clicar ou os links dos concorrentes parecem mais chamativos?
  • Você compraria algo no seu site? Por quê?
  • Quantos cliques são necessários para efetuar a compra?
  • Quanto tempo suas páginas demoram para carregar ?
  • Seu site é mobile-friendly?

Olhando para o seu site com os olhos de um usuário você consegue facilmente identificar principais problemas e erros e corrigi-los.

Normalmente você pode se deparar com um dos seguintes erros:

Principais Erros de SEO no e-Commerce

Otimização para o Google, não para pessoas

O seu site está otimizado para o Google e não para usuários quando você está usando palavras-chave erradas, que não são contextualmente relevantes e que não são aquelas palavras-chave que seus usuários usam para pesquisar o seu produto; criando inúmeros links apenas porque você ouviu falar que o Google gosta de backlinks; publicando conteúdo mal escrito ou mal estruturado, dificultando a navegação pelo seu site etc.

Esses erros pioram a experiência do usuário resultando em menos vendas, menos visualizações de página, tempo de visitas mais curto, menos tráfego vindo de redes sociais e … ranqueamentos mais baixos no Google.

Uso dos mesmos tags de meta e título em todas as páginas
Fazendo isso, você está diminuindo suas chances de conversão: o Google ficará confuso quanto a qual página apresentar para um usuário, já que todas elas terão o mesmo conteúdo, de acordo com os seus tags.

Outra razão pela qual os tags são importantes é que os robôs de rastreamento de máquinas de busca verificam se seus tags estão relacionadas ao conteúdo da página específica e isso é um teste que você não quer falhar. O que você deve fazer é identificar tags únicos para cada uma de suas páginas.

Otimização excessiva

Lojas online geralmente são otimizadas para SEO, especialmente se você trabalha com uma plataforma especial de sites de comércio eletrônico.

Nesse caso implementar algumas técnicas de SEO tradicionais pode resultar em títulos duplicados, bem como a repetição ou falta de variedade de palavras-chave.

Tudo isso traz ranqueamentos baixos. Mas não se preocupe, existe uma solução – você pode contar com a ajuda de auditoria de sites das seguintes ferramentas: Google Analytics, Google Optimize e SEMrush – essas ferramentas ajudam no rastreamento de erros de SEO e oferecem ideias e dicas de otimização.

Não usar descrições de produtos ou usar descrições de produtos de sites dos fabricantes

Este é um grande erro. Já pode imaginar que seus concorrentes também podem comprar do mesmo fabricante e também usar as mesmas descrições. Nesse caso, as descrições de seus produtos não se destacarão e você perderá a oportunidade de convencer o cliente de comprar do seu site se diferenciando no mercado.

Não usar avaliações de produtos

As avaliações e comentários de clientes realmente têm um alto impacto no hora de tomar a decisão de compra. Quase metade de compradores digitais em todo o mundo confirma que as críticas, comentários e avaliações sobre mídias sociais influenciaram seu comportamento nas compras digitais.

Avaliações também ajudam o seu SEO, providenciando conteúdo relevante e regularmente atualizado para o seu site.

Não enviar seu sitemap diretamente para o Google ao lançar sua loja

A maioria das plataformas de e-Commerce faz isso automaticamente oferecendo recursos geram e atualizam diariamente o sitemap do seu site. Você também pode enviar o seu sitemap diretamente ao Google usando este link.

Falta de redirecionamentos de páginas (o redirecionamento 301 e o atributo rel = “canonical”)

Redirecionamentos permitem criar a jornada de navegação pelo seu site, direcionando seus visitantes para os conteúdos e páginas mais relevantes.

Falta de alt tags em imagens incorporadas

O texto alternativo é uma maneira de dizer ao Google o que exatamente é retratado em suas imagens. É uma coisa pequena, rápida e fácil de fazer que tem um impacto grande.

Menosprezando a importância de implementação de HTTPS

A importância de HTTPS para o Google está ficando cada vez mais evidente e não é de se estranhar – a segurança do usuário e dos dados pessoais dele é um dos fatores importantes que define uma boa experiência do usuário.

Além de melhorar seu ranqueamento no Google você também consegue aumentar sua taxa de conversão – apostamos que os seus clientes vão ficar mais à vontade a deixar os dados do cartão de crédito deles num site marcado como “Seguro”.

Conhece mais algum “segredo” de SEO para e-Commerce? Compartilhe conosco nos comentários!

*Conteúdo escrito pela equipe de marketing da SEMrush.

Como escolher o melhor nome de domínio - SECNET
A seguir:

Como escolher um bom nome de domínio

Como escolher um bom nome de domínio