Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

Atualmente existem diversas agências digitais no mercado que possuem uma revenda de hospedagem de sites para hospedar seus clientes.

Em geral, todos que possuem este serviço optam por este modelo, pois geralmente atuam com desenvolvimento de sites e querem centralizar todas as operações dos clientes.

Por mais que possa parecer uma vantagem para o cliente, centralizar suas operações, o plano de revenda da agência não é a melhor forma de ambos aproveitarem a infraestrutura.

Continue lendo e veja porque a revenda de hospedagem de sites no modelo de agências digitais pode ser prejudicial para ambos os lados. E veja também qual é a melhor saída para não parar suas operações e oferecer um serviço de qualidade para seus clientes.

Evolução no modelo de Agência

Para entender melhor o que quero apresentar precisamos voltar um pouco no tempo e analisar a evolução no modelo de agências. O modelo de agência ao longo dos anos sofreu inúmeras atualizações para se adaptar às necessidades da época e nos últimos anos estamos passando por mais uma delas.

Tempo de leitura do artigo: 13 min. e 58 seg.

O surgimento das primeiras Agências Digitais

A publicidade se levarmos em conta os primeiros traços da prática, voltaríamos até por volta do ano de 1450 com o surgimento da prensa tipográfica de Gutenberg, que revolucionou a comunicação humana.

Com a prensa tipográfica era possível criar cópia de documentos e impactar mais pessoas, logo, chamou a atenção para a inserção de anúncios. Seria o princípio também de nossos jornais e revistas.

Utilizar jornais e revistas para anunciar produtos foi uma prática que iniciou-se e popularizou-se entre os séculos XVII e XVIII com o surgimento do primeiro jornal e da primeira revista, respectivamente, o jornal alemão Relation aller Fürnemmen und gedenckwürdigen Historien (1605) e a revista norte americana The Gentleman’s Magazine (1741).

Outras formas de divulgação começaram a surgir, como o uso de pôsteres para divulgar produtos, que mais tarde seriam substituídos por Outdoors. Os Outdoors começaram a se popularizar a partir de 1922.

Entre o século XIX e começo do século XX começaram a surgir novos meios tecnológicos de comunicação, como o telefone, o rádio e a TV.

Logo agências de publicidade começaram a enfrentar novos desafios. Anúncios em rádio e na televisão eram a sensação da época, além de serem os meios de comunicação com maior alcance. Contudo, anúncios nesses meios não eram nada baratos.

Por volta da décadas de 70, 80 e 90 o mundo entrou em um ritmo acelerado de novas ideias e tecnologias. Com a invenção dos primeiros celulares, computadores, impressoras e com o surgimento da internet.

Essa revolução nos meios de comunicação permitiu que mais pessoas começassem a fazer suas próprias divulgações.

Com a popularização da internet, não demorou muito para que as agências offline passassem a atuar também no mundo virtual. Dando origem as agências digitais.

Outbound Marketing

Em toda história da publicidade, agências e pessoas que trabalham com marketing durante este período, possuíam um modelo que assemelha-se ao que conhecemos hoje com Outbound Marketing.

O Outbound Marketing tem como principal objetivo trazer clientes oferecendo serviços ou produtos. O conceito do Outbound é ir atrás de novos clientes, tornar um desconhecido em cliente, como é feito na mídia offline por meio de jornais, revistas, etc.

O Outbound não se encontra apenas nas mídias offline, hoje em dia , no mundo online é um ótimo lugar para encontrar pessoas e seus interesses seja por meio de anúncios ou por prospecção.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing nas últimas décadas vem se mostrando bastante eficiente por conta de um público que nasceu em uma época repleta de informação e tecnologias, onde que a busca para saber mais sobre um produto se tornou indispensável.

Ao contrário do Outbound Marketing, o objetivo do Inbound é gerar novas vendas por meio da atração e conversão de leads, onde que o contato procura a empresa.

O porém

Hoje em dia as agências digitais desempenham diversas funções, muitas delas são essenciais para que o negócio evolua e ganhe mais dinheiro.

Porém, ao longo desse processo de evolução das agências existem fatores que deixaram de ser prioridade, mas muitas agências mantêm pois ainda estão presas no modelo antigo.

Um desses fatores que não deviam ser prioridade para as agências é a revenda de hospedagem. No decorrer do conteúdo você entenderá o porquê.

Prioridade de uma Agência

Com o Inbound novas prioridades surgiram para as agências, principalmente para as agências digitais que começaram a integrar-se mais as empresas, empenhando diversos outros papéis, como:

  • Desenvolvimento de sites;
  • Consultorias;
  • Atração de leads;
  • Aceleramento de conversões e vendas;
  • Planejamento focado no encantamento do cliente;
  • Criação de conteúdo;
  • Ciclos de vida no marketing;
  • Mídias sociais;
  • Análise de métricas;
  • Criação de personas;
  • Funis de vendas.

Todas são estratégias e serviços extremamente importantes para que o cliente alcance os objetivos esperados.

Mídias Sociais

Para uma agência digital são nas mídias sociais em que podem ser encontradas a maioria das pessoas. O Facebook, por exemplo fechou o ano de 2017 com mais de aproximadamente 2.93 bilhões de usuários.

As redes sociais abrem diversas portas para fazer negócios bombarem. Com a maioria delas investindo em uma versão corporativa, cabe às agências monitorar o engajamento das publicações e anúncios para obter os melhores resultados.

Criação de Sites

Entre os serviços citados antes, a criação de sites teve uma forte influência nas agências que estão passando por esse período de mudança que vivemos atualmente.

Hoje, quem não possui um site não tem como consolidar algum negócio na internet. Por mais que existam redes sociais ou outras plataformas, se um dia elas acabarem o seu negócio terminará junto ou precisará começar do zero em outro lugar. Com um domínio você conquista o seu espaço na internet.

Para as agências, a criação de sites foi fundamental para sua sobrevivência já que por meio de um site é possível gerar inúmeras possibilidades para o cliente alcançar seus objetivos, sejam eles ganhar notoriedade ou gerar vendas.

Contudo, por conta da criação de sites, o serviço de hospedagem de sites embarcou junto nas páginas de soluções de muitas agências digitais. Já que o site era feito pela agência ele, em teoria, poderia ser hospedado pela mesma. Errado!

Como eu havia falado antes a revenda de hospedagem que muitas agências possuem podem acabar prejudicando seu próprio negócio como o dos clientes. O principal causador de todo prejuízo é a perda de foco nas tarefas que realmente geram resultados, entre outros que falarei mais a seguir.

Venda sua Carteira de Clientes

Ganhe mais tempo e foco para gerenciar seu negócio e seja você a escolher o futuro de sua Agência Digital.

Receba uma Proposta

Prejuízos de uma Revenda de Hospedagem de Sites para Agências Digitais

Uma forma das Agências Digitais estarem se destacando no mercado seria manter o foco em marketing e na entrega de projetos. O marketing é uma área gigante que está em constante expansão e tem sido muito valorizado nos últimos anos.

De acordo com um amplo estudo feito com mais de 1000 agências digitais brasileiras realizado pelas duas maiores referências de marketing no Brasil, a RockContent e a RDStation, indica o crescimento no faturamento e no número de clientes das empresas na área.

Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

Fonte: Panorama das Agências Digitais 2018 (RockContent e RDStation)

Um dos motivos para esse crescimento é o foco das agências em marketing. A pesquisa também mostra um grande crescimento no número de agências que prestam serviços relacionados ao marketing digital em relação ao ano passado.

Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

Os serviços que tiveram um aumento considerável na demanda, em relação ao ano passado, foram os seguintes:

  • Automação de marketing (+16,8%);
  • Compra de mídia digital (+10%);
  • Criação de landing pages (+8,2%);
  • Gestão e monitoramento de mídias (+8%).

Agora, analisando melhor este cenário, a revenda de hospedagem passa a não representar uma atividade que gere algum resultado significativo nos novos modelos de agências.

Se sua agência já presta serviços de marketing e mais ainda o de hospedagem de sites existem diversos fatores para você abrir mão da hospedagem e abraçar o futuro das agências digitais, o marketing.

Perda de tempo

Uma agência digital que possui uma revenda acaba perdendo muito tempo. Pois, se esse é o seu caso, quantas vezes do seu dia você, CEO ou programador, precisam parar um projeto para atender algum cliente reclamando que o site está lento ou não está abrindo?

Então você tem que parar tudo o que está fazendo e resolver a situação, seja você mesmo ou entrando em contato com seu provedor e depois ter que passar o feedback para o cliente.

Você acaba perdendo muito tempo, acaba atrasando projetos e de certa forma perdendo dinheiro e credibilidade.

E se este cenário pode ser tenebroso para você, prepare-se que pode ficar ainda pior:

A perda de foco também interfere imensamente na sua produção e no seu faturamento. Seja um simples telefone tocando ou algum visitante inesperado, a distração irá comprometer o seu desempenho e de sua equipe.

“Uma vez tirado de foco, pode levar cerca de 23 minutos para um trabalhador retornar à tarefa original, diz Gloria Mark, professora de informática da Universidade da Califórnia, Irvine, que estuda distração digital.”

Trecho adaptado para o português do artigo do “The Wall Street Journal”, (Workplace Distractions: Here’s Why You Won’t Finish This Article – 2012).

Levando em conta essa informação em relação a rotina na sua agência, quanto tempo você está deixando de aproveitar?

Profissionais Caros

Se você mesmo assim quer permanecer com o serviço de revenda de hospedagem e fornecer um produto de qualidade para seus clientes sem interferir na realização de projetos, pode ter passado em sua cabeça contratar ou designar alguém da sua agência para gerenciar o ambiente e prestar o atendimento de suporte.

Revenda de Hospedagem de Sites em Agências Digitais: Você está fazendo isso errado!

De acordo com a pesquisa citada anteriormente, de 1042 agências digitais 2,1% possuem profissionais ou alguém responsável pelo TI. Se fosse para arranjar uma solução você teria que contratar ou terceirizar um profissional qualificado, mas isso custa caro.

Também, designar um de seus programadores pode não ser a melhor escolha para solucionar esta situação, é preciso questionar-se de duas coisas.

Eles querem trabalhar com suporte?

Se eles forem “forçados” a assumir essa posição pode ser que eles não saibam como lidar com problemas técnicos, além de não ter uma boa comunicação com o cliente.

Vale a pena ter eles nesta função de suporte?

Seus programadores devem estar focados em seus projetos de desenvolvimento e entregar projetos dentro do tempo esperado. Parando-o no meio de uma tarefa poderá prejudicar seu desempenho.

Focar no que dá retorno

Se pôr na ponta do lápis, o que gera mais retorno para seu negócio? Tenho certeza que o retorno de sua revenda de hospedagem será menor que qualquer campanha de marketing, consultoria ou material que você produzir.

Falta de experiência dos profissionais

O principal problema de por qualquer pessoa para exercer determinadas funções é a falta de experiência. Para que o seu cliente tenha o melhor proveito de sua hospedagem é importante que ele tenha o monitoramento profissional de seus recursos.

Botar qualquer um como o suporte dessa operação só irá piorar a situação tanto para você quanto para seus clientes.

Eles não terão um ambiente otimizado, um atendimento eficaz e eficiente. Além de que sua agência não terá notoriedade por seus trabalhos.

Por conta de uma hospedagem não otimizada, seus projetos que levaram dias de dedicação e desenvolvimento podem ser taxados de lentos ou de baixa qualidade.

Como serão as Agências no futuro?

Você já parou para pensar em como seu  negócio será visto no futuro?

É impossível prevermos algo e levarmos como certeza. O que pode ser feito é ficar por dentro das tendências, observar o mercado, implementar ideias e analisar o que está dando certo e os porquês de algo estar “empacando”.

Um conteúdo que te recomendo bastante para ampliar sua visão sobre o que está vindo de novidade para o setor de agências é o post “Transformação digital: Quais as tendências para sua Agência Digital” escrito pela equipe da RockContent.

Com ele você poderá preparar sua agência para novos desafios e verá também como se destacar no mercado.

Aproveitando, quero de fazer uma pergunta:

Será que o serviço de hospedagem é o futuro certo para sua agência?

Acredito que com o foco em marketing você e sua agência irão trilhar um caminho com muito mais oportunidades.

Depois de ler até aqui, você ainda quer fazer isto?

Não queime pontes!

Queimar a ponte seria você se apegar ao modelo de agência antigo, com serviço de hospedagem, e dar tudo de sí até o final pois acredita que é a melhor solução, mas nesse caso não é.

Não se apegue ao passado, ou você ainda fica imprimindo folhetos para entregar aos leads dos seus clientes?

O sucesso do seu negócio está no marketing e hoje, hospedar sites, já não faz parte do core business de uma agência.

Existem adversidades que se uma empresa não está preparada para assumir pode causar grandes complicações para o cliente, podendo resultar na perda completa de um site.

Imagine perder os dados de blog com centenas de conteúdos, de uma loja com o cadastro de mais de 500 produtos ou de um sistema com dados dos clientes de seus clientes. Que apuro não é? Mas existem outras complicações em ter manter uma hospedagem, como:

Eventuais problemas de um hosting

Quedas

As famosas quedas podem ocorrer por “N” motivos, seja por alguma manutenção no Data Center, que é extremamente necessária para manter as máquinas em perfeito funcionamento, ou em caso do hardware de seu servidor ser danificado.

Instabilidade

As instabilidades não tem uma causa em específico. Um dos motivos mais comuns é no aumento repentino de acessos do site.

Quando mais acessos, mais requisições são geradas e mais processamento é exigido do servidor, se não houver um acompanhamento e o site “encher” de visitantes ele vai ficar lento e poderá até ficar fora do ar.

Comunicação fraca com equipe de suporte da hospedagem

Quando você tem uma revenda de hospedagem onde quem assume é o suporte do seu fornecedor geralmente é você quem faz o intermédio.

Nesses casos a comunicação deve ser extremamente clara já que você estará passando a informação do seu cliente para o suporte do seu fornecedor e os mesmos precisam te dar um feedback.

Problemas com envio e recebimento de e-mails

É um problema que acontece frequentemente em revendas, existem alguns motivos comuns para isso acontecer como ip bloqueado, blacklist ou caixa cheia.

Ou pode ser apenas um usuário que digitou um e-mail errado. Aqui volta a questão do foco, de ser interrompido em seu momento de criação, mas é cliente em primeiro lugar.

Monitoramento de recurso

O monitoramento dos recursos é extremamente importante para evitar quedas e instabilidades, já que com ele você pode analisar o consumo de recursos dos sites de seus clientes e identificar se ele está com algum problema de desenvolvimento, se está tomando algum ataque ou se está na hora de fazer um upgrade/downgrade, entre outros.

Dê um futuro melhor para sua agência e para seus clientes

Hospedar um site vai muito além de botar um site em uma máquina em que todos seus visitantes podem acessar.

Uma hospedagem, seja para uma aplicação web, blog ou loja virtual tem otimização especial que a permite que sua plataforma aproveite o máximo de seu potencial.

Se a falta de tempo para organizar suas operações e a perda constante de foco são suas dificuldades por conta da sua revenda de hospedagem, tenho uma alternativa para você…

… Venda sua carteira de clientes de hospedagem

Existem empresas, que não são agências digitais, especializadas em hospedagem de sites de alto desempenho. Atendem diariamente as mais diversas situações e sabem como lidar com os problemas de hospedagem.

Vender sua carteira pode ser uma grande vantagem para ambas as partes (agência / clientes / hospedagem).

Você terá mais tempo para gerir seu negócio e entregar mais projetos, seus clientes estarão nas mãos de profissionais qualificados.

Mas quanto custa sua carteira?

Depende de alguns fatores:

  • Qual a organização dos clientes? São sites institucionais? Lojas virtuais?
  • Como é a estrutura de hospedagem onde eles estão hospedados?
  • Como são organizadas as cobranças? Emite boleto e gera nota fiscal automaticamente? Organiza em uma planilha em Excel ou possui algum sistema?
  • Os dados cadastrais são organizados?
  • Qual o ticket médio?
  • Quanto cada cliente consome de recurso?
  • Qual sistemas utilizados no gerenciamento da hospedagem?
  • Onde estão os domínios?
  • Qual a quantidade de clientes?

Se você quer mudar para melhor o jeito que sua empresa trabalha e vender a sua carteira de hospedagem, estou disponibilizando um link aqui embaixo para você negociá-la conosco.

Venda sua Carteira de Clientes

Ganhe mais tempo e foco para gerenciar seu negócio e seja você a escolher o futuro de sua Agência Digital.

Receba uma Proposta

Caso tenha alguma dúvida ou informações para agregar sobre o assunto, por favor deixe seu comentário.

Forte abraço e bons negócios!

Como utilizar o Server Monitor SECNET
A seguir:

Como utilizar o Cloud Server Monitor na SECNET

Como utilizar o Cloud Server Monitor na SECNET