Oracle: O futuro passa pela Cloud mas o presente ainda é focado na simplificação das TI

Oracle: O futuro passa pela Cloud mas o presente ainda é focado na simplificação das TI

No Oracle OpenWorld 2014 a empresa apresentou dezenas de novas soluções para a nuvem, reforçando a sua aposta na Cloud e determinando o objetivo de se tornar o operador número 1 no próximo ano.

A meta foi traçada por Larry Ellison, que na sua apresentação num dos keynotes do evento anual da Oracle em São Francisco fez a demonstração ponto a ponto da facilidade com que as empresas podem evoluir para um ambiente de cloud, e depois regressarem a soluçõeson the premisses se assim o pretenderem.

A liberdade de escolha é a palavra chave, com a Oracle a desenhar as suas soluções para servirem os clientes na sua estratégia, passe esta ou não pela cloud, agora ou no futuro próximo.

Hugo Abreu, responsável da Oracle Portugal, explica que a lógica é tornar as soluções de cloud numa ferramenta para a estratégia de redução de custos e de complexidade nas TI. “A estratégia traçada de simplificação das TI está na base da linha de produtos e soluções da Oracle”, justifica.

Com os lançamentos e anúncios feitos no Oracle OpenWorld 2014, na ordem das dezenas de aplicações, soluções e disponibilização e datacenters na Europa, a empresa completa o ciclo da oferta, com uma posição relevante no SaaS, no PaaS e no IaaS, adianta ainda o responsável português.

Fernando Dias, responsável comercial, lembra que muitas áreas de negócio estão a ser destabilizadas pela “softwarização”, com novas empresas que usam uma base de TI muito forte a surgirem como concorrentes em áreas tradicionais. A Oracle está a trabalhar para ajudar os seus clientes a usarem os seus assets digitais e a tirar mais partido do investimento já feito, entregando mais valor às empresas e ao cliente final.

Também para as PME a cloud se apresenta como “uma vantagem enorme” permitindo às pequenas e médias empresas terem acesso a ferramentas de elevada especialização sem investimento inicial, o que seria impossível num modelo tradicional.

Mesmo assim a mudança para a cloud não será tão rápida como alguns antecipam. Os clientes de média e grande dimensão estão a fazer um caminho onde as soluções na nuvem representam já um papel relevante na redução de custos em algumas áreas, mas Hugo Abreu afirma que “não vejo um modelo acelerado de mudança do on th premisses para a cloud”.

 

BACK


21 DICAS DE OURO PARA TURBINAR
SEU SITE

Dicas de especialistas para
aumentar a taxa de conversão.

WordPress Video Lightbox Plugin